Potenciais espécies nativas para o repovoamento das Lagoas de Maricá

Compartilhe essa notícia

Em paralelo ao início de testes com diferentes probióticos para otimizar a produção de camarões no sistema de bioflocos, identificou-se outro possível fruto da parceria AEQUOR e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o repovoamento por meio das espécies nativas de Mugil sp., as famosas tainhas.
Essas espécies possuem reprodução dominada em laboratório, nutrição estabelecida e capacidade de crescimento e sobrevivência em sistemas de bioflocos. Desse modo, ao encontro de todo o processo de revitalização ambiental proposto pelo AEQUOR e seus projetos, poderemos utilizar as estruturas do Centro de Inovação em Aquicultura de Maricá (CIAMAR) para crescimento inicial dos animais e posterior repovoamento da espécie nas Lagoas de Maricá.
A expertise dos pesquisadores de UFF e UFSC serão essenciais para cumprimento desta etapa.

Cadastre-se em nossa Newsletter

Receba as atualizações diretamente em seu e-mail

Veja também

Notícias

Os Estudos com Microplástico Continuam

O recém inaugurado Centro de Inteligência Ambiental AEQUOR já apresenta resultados. Desde a inauguração, os pesquisadores liderados pelo Coordenador DSc. Khauê Vieira, têm feito testes